Sushiman Elson, o baiano mais japonês de São Paulo

Ninguém duvida que a culinária japonesa é a grande paixão do baiano Elson da Silva. Nascido em Jacobina, onde viveu parte de uma infância difícil, ele chegou a São Paulo em 1981. A determinação fez dele um homem de sucesso. Hoje, o sushiman é dono de três, dos principais, restaurantes de comida japonesa de São Paulo, entre eles o Koban – Moema e Itaim Bibi. Mas, não foi fácil chegar aonde está…

Sushiman Elson da Silva, proprietário do Koban

Na época em que desembarcou na capital paulista, com 13 anos de idade, Elson só sonhava em trabalhar na cidade grande e melhorar de vida. Desde o começo ele não tinha dúvidas de que teria que trabalhar muito para mudar a sua realidade. Foi ajudante em construção civil e até em supermercados. As coisas só começaram a melhorar quando conseguiu emprego em um restaurante chinês. “Fiquei lá durante seis anos, onde aprendi de tudo. Fui ajudante, primeiro ajudante, cortador e cozinheiro”, lembra.

Ele se deu tão bem que logo veio o convite para ser chef de cozinha, só que desta vez em um restaurante japonês. Sem pensar duas vezes aceitou o desafio, mesmo sabendo que o cardápio mudaria totalmente. “A comida chinesa é bem diferente da japonesa. Enquanto uma usa mais sal, a outra usa ingredientes adocicados” , explica Elson. Aos poucos, como chef , ele foi conquistando os donos dos restaurantes e principalmente os frequentadores. “Até hoje quando eu vou ao salão para cumprimentar os clientes eles se surpreendem, quando se deparam com um baiano”, brinca.

Depois de passar por mais duas experiências como chef – chegou a comandar até o cardápio do famoso Nagayama – os sonhos começaram a ficar mais altos. Mesmo sem saber falar o idioma e não conhecer muito bem a cultura oriental, ele queria ter seu próprio negócio. “Sempre tive muita ambição e criatividade. Percebi que só poderia crescer se tivesse meu espaço, mesmo trabalhando com uma culinária tão tradicional”, conta ele. Foi assim, que em 1999, ele conseguiu inaugurar o seu primeiro restaurante. Muita força de vontade, mas pouca experiência em administração fez com que o estabelecimento fechasse depois de oito meses.

foto do novo restaurante Koban, situado na Granja Viana.

Sem desistir dos seus objetivos, Elson ainda demorou mais três anos até conseguir montar um novo restaurante. Foi mais um período difícil, ele saía todos os dias atrás de um ponto comercial e para sobreviver oferecia seus serviços em eventos, trabalhava em hotéis, voltou a ser empregado e chegou a comercializar uma de suas saborosas invenções: o tempurá de sorvete. A sobremesa, uma espécie de “sorvete frito”, é até hoje uma das atrações do cardápio que oferece.

Criativo e persistente ele conseguiu realizar o seu sonho de inaugurar um novo restaruante em 8 de novembro de 2002, dia do seu aniversário. “É uma data que eu não vou esquecer nunca”, confirmou. Desta vez, o sucesso veio para ficar e em menos de 4 anos ele já tinha conseguido inaugurar mais dois estabelecimentos, que ele batizou como Koban – Sushi Bar e Restaurante.

Gosto oriental

Koban, o nome escolhido para os novos restaurantes é uma homenagem a um dos mais conhecidos talismãs da cultura japonesa o manekineko, aquele gato com uma pata levantada, que segura o koban (uma moeda dourada do período Edo). Esta figura é vista pelos japoneses como símbolo de boa sorte, acenando para a prosperidade.

Entrar no restaurante Koban é se sentir em um pedaço do Japão. Decoração impecável e um cardápio que surpreende os clientes, a cada três meses. O rodízio é considerado um dos melhores da cidade, atendendo cerca de 9 mil pessoas por mês com uma variedade de sushis, sashimis, yakissoba e outros. Entre as sugestões do chef está o hot harumaki, que leva salmão, kani e massa de harumaki (rolinho primavera). Todos os pratos são preparados sob a supervisão de Elson e de duas nutricionistas. “Temos um serviço de qualidade e diferenciado, sempre com novidades nos dois sistemas de rodízio e no a la carte”, disse o sushiman.

Neste ano, em que se comemora o centenário da imigração japonesa no Brasil, Elson da Silva se prepara para realizar mais um sonho. Ele e o sócio vão viajar para o Japão. “Quero conhecer o máximo de restaurantes que eu puder. Vou querer me inspirar nos sushis, nas decorações e trazer novas idéias para meu próximo negócio, que será uma Temakeria”, promete o chef.

Endereços

Moema

Alameda dos Arapanés, 397
Fone: (11) 5051.7404

Itaim Bibi

Rua Mário Ferraz, 449
Fone: (11) 3079.0109

Granja Viana

Av. São Camilo, 153
Fone: (11) 4169.1028

Comentários

REVISTA ESTILO FASHION

Edição 27

A Estilo Fashion é publicada semestral e contém assuntos váriados como moda, gastronomia, saúde, etc.

SAIBA MAIS

ANUNCIOS

  • Saúde e Bem-Estar

    Centro Terapêutico Cubiça

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Ótica

    Ótica Leticia

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Artesanato - Decorações

    K e D Decor

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Pães - Festas

    Fábrica de Pães Santa Tecla

    Veja mais sobre esse anuncio