Papéis de parede: mudando o visual

O papel de parede surgiu na China, 200 anos antes de Cristo e era rudimente produzido com papel-arroz, totalmente branco, sem qualquer tipo de detalhe decorativo.

Um bom papel de parede revitaliza qualquer ambiente

Quando passou a ser produzido com pergaminho vegetal, ganhou cores e motivos escolhidos pelos próprios artesãos. As pinturas eram feitas a mão e depois vieram os carimbos de madeira que eram embebidos em tinta para imprimir os desenhos.

O papel de parede chegou à Europa pelas mãos dos comerciantes árabes, que aprenderam a técnica de produção com os chineses. No ano 1630, foi aberta a primeira fábrica de papel de parede na cidade de Rixheim, na França, mas os primeiros papéis multicoloridos foram impressos mais de duzentos anos depois, apenas em 1750.

No Brasil, os papéis de parede apareceram por causa da forte imigração européia no final do século XIX e a importação era pequena. Em 1960, com a modernização da indústria e com a redução de custos, o papel tornou-se mais popular e acessível às camadas mais baixas da sociedade.

Com isso, esse revestimento decorativo de paredes deixou de fazer parte da opção de só uma classe mais abastada e caiu no gosto de todas as pessoas que gostam de dar um toque mais personalizado aos seus ambientes.

Hoje em dia, o papel de parede é uma saída para colocar um toque mais luxuoso ao ambiente, com movimento e cor. As diversas opções disponíveis no mercado trazem estampas variadas, cores marcantes e texturas incríveis que impulsionam a vontade de ousar, com um artifício criativo e simples de usar. O papel de parede, ainda, aumenta a sensação de aconchego e proporciona um efeito diferente da pintura com tintas.

As inovações são tantas que a Flavor Papers, uma empresa americana, criou a coleção Fruit Cocktail, um papel de parede perfumado e com desenhos aromáticos, as versões são Banana, Cherry Forever e Tutti Frutti.

Para quem questiona que as estampas e cores acabam enjoando depois de certo período, isso também não será problema daqui a algum tempo graças aos austríacos do estúdio Strukt Design.

O produto ainda não é comercializado, mas já faz sucesso no escritório de Büro Hirzberger, que trabalha para a marca. As paredes com listras pretas e brancas são iluminadas com projeções de luzes coloridas, por meio de um gerador de programa de computador. Funciona como um papel de parede digital que pode ter tons e estampas alterados da maneira que o proprietário preferir.

Dicas práticas para não errar:

  • Se você for revestir todo um ambiente, dê preferência para os papéis lisos ou com texturas tom sur tom.
  • Os papéis de parede estampados, listrados e metalizados devem ser evitados em lugares de muita permanência. É melhor usá-los no hall de entrada, lavabo, corredor, ou só numa parede do ambiente.
  • Não é preciso revestir um cômodo inteiro. Uma parede já causa um belo efeito, deixando o ambiente, sóbrio, chique ou divertido.

Comentários

REVISTA ESTILO FASHION

Edição 27

A Estilo Fashion é publicada semestral e contém assuntos váriados como moda, gastronomia, saúde, etc.

SAIBA MAIS

ANUNCIOS

  • Podólogo

    Bianca e André Clinica Base

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Buffet - Festas e Eventos

    Salão de Festas Nice

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Psicólogo

    Juliana de Oliveira Barbosa Arruda - Psicóloga

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Clínica Odontológica

    Prime Odontologia

    Veja mais sobre esse anuncio