O eterno príncipe Ronnie Von

Ronnie Von, apresentador do programa “Todo Seu” da TV Gazeta, se orgulha de ser comunicador e de apresentar um programa para toda a família.

O apresentador Ronnie Von

Quem vê um senhor elegante, andando pela Avenida Paulista de terno preto e lenço no bolso, vestido impecavelmente, muitas vezes não imagina que este homem, outrora chamado de “pequeno príncipe”, já tenha passado por altos e baixos em sua vida. Da glória ao ostracismo profissional, mas que atualmente deu a volta por cima e reconquistou uma legião de fãs, Ronnie Von se orgulha de ser um comunicador e de ter adotado São Paulo como casa. Nascido em Niterói, em 1944, e criado no Rio de Janeiro, Ronaldo Lindenberg von Schilgem Cintra Nogueira (sim, esse é nome verdadeiro dele) elegeu a cidade de São Paulo como moradia: “Eu sou do Rio de Janeiro, de Copacabana, que hoje é uma favela de concreto, mas na minha época era o lugar mais elegante do mundo. Não me acostumei mais ao Rio de Janeiro, embora minha família tenha sido fundadora de lá. Eu sou migrante aqui em São Paulo, não tenho nada a ver com a cidade, mas sou apaixonado por ela”.

Aos quinze anos de idade, ingressou na escola de cadetes de Barbacena, aos dezessete anos fez seu primeiro vôo sozinho, e até hoje se lembra dos companheiros da época de cadete. Um deles inclusive é o atual Comandante da Aeronáutica, o Tenente-Brigadeiro Juniti Saito, de quem Ronnie Von recebeu uma comenda no dia dezesseis de Outubro.

Formado na carreira de economista, conta que seu negócio é a comunicação: “Minha família me obrigou a estudar economia porque tinham uma organização financeira lá no Rio de Janeiro e eu tive que estudar mesmo não gostando. Mas nessa história de ser economista eu tive que ‘administrar’, de certa forma, minha vida em relação aquilo que eu tinha escolhido como atividade profissional definitiva, que é a comunicação”.

Cantor, apresentador, botânico, enólogo, aviador, publicitário, economista, enfim, são tantas as qualidades que é difícil achar assunto do qual ele não domine, de personalidade humilde e extremamente carismático, Ronnie coleciona amigos e carinho por onde passa. Difícil também é imaginar que ele esteve à beira da morte, quando jovem. Ronnie teve uma doença rara chamada Polirradiculoneurite Aguda, que ataca o sistema nervoso central. “Eu estava entregue, não acreditava mais na cura, já tinha feito todos os exames, e nada dava resultado. Tinha certeza de que iria morrer!”. Completamente imobilizado, na cama, ele venceu a doença, e se recuperou, ganhou os movimentos novamente e a vontade de viver.

Atualmente o apresentador é casado com sua melhor amiga de infância, Cristina, carinhosamente chamada por Kika. Pai com guarda dos filhos do primeiro casamento, Ronnie aprendeu a realizar diversos tipos de atividades normalmente executadas pelas mulheres. “Eu tive que pensar com cabeça de mulher, com guarda de duas crianças pequenas”. A experiência rendeu um livro intitulado “Mãe de Gravata”, onde ele conta suas experiências criando os filhos.

Na primeira metade do dia, é um empreendedor bem-sucedido, dono da agência de publicidade “Societá & Von” e tem como principal atividade gerenciar uma empresa que define como “ortodoxa”, pois não cuida apenas da mídia e varejo de marcas, mas trabalha também com a criação publicitária. Na outra parte do dia, ou melhor, à noite, se transforma no apresentador conhecido pelo grande público.

apresentador Ronnie Von em seu programa, Todo Seu

Ronnie Von apresenta de segunda a quinta um talk-show de variedades na TV Gazeta, e define seu programa como tendo um formato um tanto quanto inusitado: “O Todo Seu é como uma pizza. Ninguém pede a mesma. É sempre meia mussarela, meia calabresa; Meia portuguesa, meia marguerita, mas todo mundo vai sentar à mesa e comer pizza.” A partir disto, o apresentador recebe toda semana convidados de diferentes perfis, para que na heterogeneidade de seu programa, possa cativar gradualmente toda a família.

Ronnie chega por volta das 19 horas na emissora e tem, diariamente, uma reunião com a diretora do programa, quando definem os assuntos a serem tratados com os convidados. tem um momento de meditação em seu camarim, decorado com móveis em pátina branca e uma pequena biblioteca. Considera o lugar como um refúgio. É lá onde recebe seus convidados mais íntimos e parentes, e onde tem um momento de descanso em meio a mais um dia frenético. Conta ter passado o último dia dos namorados tão ocupado, que só pode jantar com sua esposa Cristina em seu camarim durante a madrugada. Mesmo com tanta agitação, Ronnie se diz ser um homem caseiro, avesso às noitadas: “Me tirar de casa é duro. Gosto de um bom restaurante, de jantar fora, mas acho que a noite é feita para dormir”.

Versátil, Ronnie tem orgulho de saber que os jovens estão “redescobrindo o Tio Ronnie, quarenta anos depois”. Hoje, colhe os frutos de um trabalho rejeitado pelo público na época da Jovem Guarda, graças ao lançamento de um box de canções que o próprio cantor definiu como vanguarda demais para a época: “Se tivesse sido lançado hoje, talvez o álbum não fosse um fracasso monumental. Sou um homem de 10 milhões de cópias vendidas, mas na época vendi apenas 40 mil”. O fracasso do álbum sem nome, do ano de 1969, é atribuído à forte influência da música norte-americana e, em especial, dos Beatles e sua obra Sgt. Pepper’s. Antes fracasso, agora cult, Ronnie conta que um amigo chegou a comprar a coletânea em Tókio por cerca de 1.800 dólares.

O homem que foi o último príncipe brasileiro, hoje está mais maduro e mais focado em seus objetivos. Acredita que a televisão é o grande meio educador da sociedade brasileira e quer, com seu programa, levar informação aos públicos mais diversos e dar oportunidade às pessoas de ter contato com a cultura. “Estou com a juventude devolvida. Tenho 63 anos, mas me sinto com 23”.

Comentários

  • Zambomclemente

    Ronnie; é isso ai garoto, fui piloto como você, voei sozinho aos dezesete anos, e assim como você também sonhei por muito tempo, que estava voando ainda. Sei o que é ter asas, e depois deixa-las para trás. Grande abraço.
    Mauricio

  • Clovisrcunha

    Acho que fui muito amigo na epoca de ginasio na Penha de sua diretora, Vilma Tavares,gostaria de tirar esta duvida, como faço para corresponder sou Clovis, ex-aluno do Instituto Estadual de Educação Nossa Senhocunhara da Penha, se possivel me ajuda.Aguardo retorno.Grato

    Clovis Raimundo

  • Valdir Jp

    Olha meu caro,sou hoje o que nunca pensei que seria,tudo que imaginei fazer,aconteceu diferente,a vida nos surpreende,sou um amante da jovem guarda,e de todos os seus personagens e em especial, do eterno principe.
    Sou teu fã e te admiro muito,por ser um exemplo de vida…parabens.

REVISTA ESTILO FASHION

Edição 27

A Estilo Fashion é publicada semestral e contém assuntos váriados como moda, gastronomia, saúde, etc.

SAIBA MAIS

ANUNCIOS

  • Estética e Beleza

    Maria Bonita Esmalteria

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Mármores e Granitos

    JK Marmoraria

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Purificadores - Bebedouros

    Rei dos Filtros

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Saúde - Estética

    Estética Mariza Quevedo

    Veja mais sobre esse anuncio