Direção Defensiva

Você sabe usar corretamente todos os equipamentos de segurança de seu veículo? Confira dicas de como melhorar na direção e conheça o curso que pode fazer toda a diferença para quem está no volante

Os cursos de direção defensiva são destinados a pessoas já habilitadas e que querem perder algum tipo de vício na forma de dirigir, treinar seus reflexos, aprender a usar os equipamentos de segurança do veículo – como o ABS, por exemplo -, saber como agir em situações de risco iminente, dominar o automóvel de modo seguro, além do básico sobre sinalizações, limites e uso do cinto. Dirigir é estar atento principalmente aos outros, antecipando-se aos atos. Guto Braun, sócio na Blaster Auto Center e Eventos, instrutor de direção defensiva e evasiva (antissequestro), esclarece as dúvidas importantes e dá dicas preciosas de como dirigir com mais cuidado.

O que nos mostram as estatísticas dos acidentes?

Guto Braun: Somos aproximadamente 180 milhões de brasileiros que circulam por 1 milhão e 400 mil km de estradas, das quais apenas 20% são asfaltadas. Circulam mais de 38 milhões de veículos, dos quais 30% têm mais de 10 anos de uso. São mais de 45 milhões de CNHs e uma estimativa de 60 mil mortes ao ano, 377 mil acidentes com vítimas. No caso das motos, são 40 mil acidentes com motos, sendo 24 mil mortes. A idade com maior risco entre 15 e 28 anos. A cada quatro acidentes, em pelo menos dois deles há motoristas alcoolizados.

Qual a melhor maneira de se evitar colisões?

Guto Braun: É estar sempre atento. Amplie seu campo de visão: olhe à frente, ao redor e atrás. Não utilize o celular ao volante. Use o som num volume aceitável e, principalmente, mantenha a distância correta dos veículos ao seu redor, aumentando a atenção à noite e para cada complicador que, eventualmente, possa vir a acontecer, como chuva, neblina etc.

O que mais pode ser eficaz para uma condução segura?

Guto Braun: É importante, também, manter uma posição correta ao dirigir. Os braços devem estar levemente flexionados e apoiados no volante, na posição 9:15 (as duas mãos na lateral do volante, como segurando os números no relógio), com os retrovisores devidamente ajustados (as laterais sem aparecer a traseira do veículo). Além de saber as características do veículo, se possui ABS (antitravamento das rodas), onde ficam as chaves de seta, usar farol baixo sempre ligado mesmo durante o dia (não basta estar atento aos outros, é preciso ser visto!). Conhecer o veículo é fundamental antes de sair com ele. Uma boa lida no manual leva alguns minutos, mas pode ser essencial na necessidade de se fazer alguma manobra mais segura.

Quais os custos envolvidos num acidente?

Guto Braun: Dirigir no Brasil é uma atividade de alto risco. Os custos chegam a seis milhões por ano. Tirando os custos pessoais, que não têm medida de valor, há os custos de atendimento médico-hospitalar, bombeiros, ambulância, congestionamento, danos ao veículo, perda de produção, processos judiciais etc.

E os prejuízos na parte mecânica?

Guto Braun: O veículo tem que estar com sua manutenção em dia. Os carros de hoje são muito resistentes e possuem recursos que até avisam os condutores que algo está para ocorrer. Nunca deixe passar barulhos inesperados, como batidas, chiados, “roncos” sem dar a devida atenção. Luzes diferentes no painel que se acendem, mesmo que intermitentemente, indicam alguma anomalia no sistema e até mesmo um vazamento no piso da garagem pode ser um importante sinal.
Realizar regularmente a manutenção de seu veículo num mecânico de confiança é fundamental para a segurança da sua família, além de calibrar os pneus semanalmente e verificar todas as luzes, palhetas e freio antes de qualquer viagem. É muito importante também saber a potência do seu carro e como ele está carregado. Um carro potente não é perigoso, mas a falta de conhecimento sobre esse veículo, sim.

E com relação a assaltos e essa onda de violência, o que fazer como defesa?

Guto Braun: O mais importante é evitar a ação dos bandidos. Planeje seu roteiro, calcule seu tempo. Ao ver um farol fechado à frente, diminua a velocidade antes de chegar nele, permanecendo parado o menor tempo possível.
O uso de óculos escuros e insulfilme ajudam a inibir a ação dos bandidos. Faça o máximo possível para evitar o confronto. No caso de uma abordagem, tente manter o máximo de calma. Não tente fugir, nem realize movimentos bruscos (ao parar num farol deixe o carro sempre em ponto morto, evita um tranco ao se assustar e uma possível reação por parte do bandido). Avise qualquer movimento que vá fazer, como soltar o cinto, ou pegar a carteira ou celular. Não tente negociar. Ele está nervoso, talvez sob o efeito de drogas e sua reação não pode ser prevista. Bens materiais se recuperam e são transtornos passageiros, problemas físicos ou morte são irreparáveis.

Tags:

Comentários

REVISTA ESTILO FASHION

Edição 27

A Estilo Fashion é publicada semestral e contém assuntos váriados como moda, gastronomia, saúde, etc.

SAIBA MAIS

ANUNCIOS

  • Tatuagens

    Siga las Chicas

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Ótica

    Design View Ótica

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Ótica

    Ótica Visão Digital

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Buffet - Festas e Eventos

    Fantasy Festerê

    Veja mais sobre esse anuncio