Cuidados com o pet

pets-e-o-frio

Cuidados com o seu Pet durante as baixas temperaturas

As baixas temperaturas chegaram e podem trazer alterações no quadro respiratório dos pets, devido ar frio e seco, também ocorrem muitas dores nos casos de animais com problemas nas articulações, por exemplo. Assim o cuidado com os bichinhos deve ser redobrado.

Os sinais clínicos mais comuns são os espirros, tosses secas ou produtivas, além da coriza. Já no caso das doenças articulares, os sintomas mais comuns são a apatia e pouca disposição em se levantar e locomover, indicando possíveis dores locais. Segundo Bruna Arssuffi, veterinária da Vetnil, os gatos podem apresentar a rinotraqueíte felina, resultando em febre, sequência de espirros, conjuntivite, rinite e salivação. Já os cães aglomerados podem contrair a popular “tosse dos canis”. “Mas quem tem apenas um ou dois cães não precisa se preocupar, pois não é tão comum que atinja animais em pequeno número. Lembrando que o mais importante é o controle da vacinação, antes e durante o inverno”, diz Bruna.
 
Caso o pet venha adoecer, a veterinária explica que os tratamentos geralmente ocorrem à base de mucolítico e antibiótico (nos casos infecciosos). “A recomendação é sempre levar o animal a uma consulta veterinária cada vez que perceba algum sinal diferente. Coriza, dor intensa, inapetência, hipertermia são sinais clínicos que merecem atenção no inverno. Nunca se deve medicar o pet sem o consentimento de um profissional, pois alguns medicamentos com ação simples para nós podem ser muito nocivos aos animais”, afirma.

A especialista lembra que apesar de o organismo gastar mais energia em calorias para aquecer o corpo no inverno, não se deve exagerar na alimentação dos pets. “O excesso de comida pode gerar a obesidade e junto a ela o aparecimento de várias doenças relacionadas”, finaliza. Confira abaixo as principais dicas preparadas por Bruna Arssuffi, veterinária da Vetnil, e zele pelo bem estar do seu pet:

• Não deixar os pets expostos a correntes de ar frio;
• Revestir o piso frio ou a caminha em que o pet dorme com um cobertor, evitando contato com o chão;
• Manter o pet aquecido com roupinhas que não causem desconforto. Sapatinhos não são recomendados, pois dificultam a locomoção;
• Deixar os pelos mais longos no inverno;
• Aquecer a água para os banhos;
• Checar se as vacinações estão em dia;
• Não exagerar na alimentação do animal;
• Nunca medicar o pet sem o consentimento de um médico veterinário.

Fonte: Holofote Comunicação • Ivan Dognani

Tags:

Comentários

REVISTA ESTILO FASHION

Edição 27

A Estilo Fashion é publicada semestral e contém assuntos váriados como moda, gastronomia, saúde, etc.

SAIBA MAIS

ANUNCIOS

  • Ótica

    Otica Luz e Otica Olhar de Luz

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Ótica

    Ótica RD

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Estética e Beleza

    Clínica Só Corpo

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Psicólogo

    Alessandra Massola - Psicologa Clinica

    Veja mais sobre esse anuncio