Chita quer dizer variado

E essa é a maior qualidade desse tecido que, também por causa das grandes navegações e da diversidade de estampas que pode carregar, notadamente as florais, tornou-se popular

O tecido, de algodão, veio para o Brasil com os europeus a partir de 1800, originário da Índia passou por várias melhorias até chegar à chita que temos hoje. A produção do tecido no país o barateou, e muito, tornando populares as peças confeccionadas com o material, transformando-o, assim, em um dos ícones da identidade nacional. Há tempos, servia de toalha de mesa em casas de pau a pique brasileiras.

Já foi usada por personagens de Machado de Assis e Aloísio de Abreu e como matéria-prima para vestidos de festa junina, sendo ainda até hoje muito utilizada nas casas do interior do norte e nordeste do Brasil.

No século XXI, passou a ser utilizado por estilistas como forro de bolsas.

Nos anos 1980, quando visitaram o Brasil, Kenzo e Jean Paul Gaultier se encantaram com o charme desse tecido, que agora virou um coringa da decoração e hoje empresta sua estampa até para uma cadeira do designer sensação Philippe Starck.

Com esse simples toque “brasileiro”, se consegue um destaque colorido, simpático, lúdico e tropical na decoração.

O metro da chita custa cerca de R$ 5,00 por isso ela representa uma saída barata na busca por dar um charme a qualquer ambiente sem gastar muito.

Se quiser, basta aplicar cola e também usá-la como revestimento de paredes.

Podemos ver em várias lojas produtos inspirados pelo tecido. Em sua linha criada para a Oxford, o designer Marcelo Rosenbaum usou símbolos caracteristicamente brasileiros para estampar os itens. Entre eles, a chita. Segundo Marcelo, ela tem um “RG” bem brasileiro e funciona como um sudário da nossa cultura popular.

Segundo Renata Bueno Mellão, autora do livro Que Chita Bacana, o uso do material na decoração é um reflexo da busca da identidade brasileira: “O Brasil está buscando sua identidade e valorizando o que é seu, em contrapartida à globalização. Acredito que, em termos de vestuário, ela tem muitos concorrentes mais confortáveis. A chita nos serve de referência, é um ícone de brasilidade.”

Brincando com as cores, enchendo nossas casas com flores coloridas, estamos nos remetendo um pouco à nossa história e ao nosso folclore.

Comentários

REVISTA ESTILO FASHION

Edição 27

A Estilo Fashion é publicada semestral e contém assuntos váriados como moda, gastronomia, saúde, etc.

SAIBA MAIS

ANUNCIOS

  • Foto - Filmagem - Vídeo

    Palacius Produções

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Gráfica

    Assessoria Gráfica Expert

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Padaria - Restaurante

    Padaria Leiriense

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Clínica - Odontologia

    Alfa Consultorio Odontólogico

    Veja mais sobre esse anuncio