As Paixões de Lola

A bailarina de beleza estonteante, Lola Melnick, revela
seu lado mais humano e muito feminino: ela é apaixonada!

Não é à toa que a dançarina nascida em Odessa, atual Ucrânia e antiga União Soviética, conquistou o Brasil em menos de três anos. Além do rosto lindo, Lola Melnick, 29 anos, brilha nos palcos por onde quer que passe. A nova musa do SBT já ganhou uma legião de fãs superfiéis e um lugar permanente nas telas brasileiras.

Ela ama dançar

Lola nasceu para dançar. Com apenas três anos, quando começou no balé, já mostrava a que veio. Mais tarde, com o apoio da família, seguiu carreira profissional e prestou um concurso para entrar na chamada ballroom dance ou dança esportiva. Essa modalidade possui grandes competições mundiais e é considerada um dos esportes mais caros do mundo. Os vestidos para as apresentações, por exemplo, não saem por menos de dez mil dólares cada um. “Praticar dança esportiva é uma coisa muito glamorosa e muito intensa. São diversos patrocinadores e várias viagens. Eu precisei estudar em um colégio específico para quem competia, assim poderia fazer as provas onde estivesse”.
Ela ama televisão

Como já viajava muito com a dança, não foi difícil para Lola acompanhar seu pai – membro do corpo diplomático de seu país – nas vezes que precisou mudar de país. Aos 14 anos, quando saiu de Odessa, foi morar na França, onde passou a adolescência e aprendeu francês, um dos cinco idiomas que tem fluência, junto com russo, inglês, espanhol e português.
Quatro anos depois, aos 18 anos, foi a vez de passar um tempo na Argentina. Durante os três anos que ficou por lá deu início à carreira de apresentadora e se deu muito bem. “Eu sempre quis trabalhar com televisão, mas meu pai não achava uma boa ideia. Lá, a oportunidade apareceu, eu aceitei e nunca mais saí!”. Foi repórter, passou a comandar um programa sobre animais e ainda atuou em uma novela.
De lá, já saiu contratada direto para o Chile, onde seguiu pelos próximos cinco anos, também como apresentadora em vários programas, entre eles La Ley de la Selva, novamente sobre animais – mais uma grande paixão.
No Brasil, seu grande destaque começou, em 2011, com Se Ela Dança, Eu Danço, do SBT, uma competição de dança. Foi a estreia de Lola como jurada, que ela lembra ter sido uma experiência muito emocionante. “Eram muitos sonhos envolvidos. Sonhos de pessoas que nunca tiveram uma oportunidade de mostrar o talento, o que realmente gostam de fazer. Tudo isso estava em nossas mãos, era uma grande responsabilidade”.
Atualmente, ela está no ar com Cante Se Puder, da mesma emissora, em que também faz parte do júri. Apesar disso, ela garante que agora a diversão é o que predomina. “Aqui é 100% bagunça, a risada é garantida, quase uma terapia. Bom demais”.

Ela ama o Brasil

Tudo começou com uma entrevista em um programa de televisão. A convite de Jô Soares, em 2008, Lola veio ao Brasil e no dia seguinte já recebeu propostas de trabalho aqui. “No momento eu não pude aceitar porque tinha contratos grandes no Chile, mas sabia que logo estaria aqui”.
Mesmo com uma extensa trajetória profissional no Chile, dois anos depois da entrevista, ela topou arriscar um novo rumo, tudo isso por amor ao Brasil. “Vim para cá por paixão mesmo. Sabe aquela sensação de tristeza quando você vai embora de um lugar que adora? Me sentia assim todas as vezes que voltava para casa depois de passar férias aqui. Estava pronta para largar minha carreira no Chile e acreditar em um futuro no Brasil”.Ela acertou em cheio! Há apenas dois anos morando em São Paulo, Lola já fala um português praticamente impecável.
Aqui, ainda pode realizar um sonho de infância: sambar na avenida em pleno Carnaval! “Eu era bem novinha quando vi na TV uma mulher dançando e fiquei hipnotizada. Perguntei ao meu pai como chamava aquele ritmo e ele respondeu que era samba do Brasil. Disse que queria fazer aquilo quando crescesse e ele desligou o aparelho na hora!”. Em 2011 ela desfilou pela escola X9 Paulistana, amou tanto que prometeu repetir a dose no ano que vem. “A magnitude de ver todo mundo cantando a mesma música, contagiado com a mesma alegria realmente é única”.
Lola garante que está muito feliz e se sente em casa, de verdade. “Eu me identifico muito com o Brasil. Por incrível que pareça, os brasileiros são muito parecidos com os russos, no caráter e essência. É um povo muito aberto ao próximo, que faz tudo com muita garra e com coração. E até um pouquinho louco”.

Ela ama os animais

Mesmo antes de apresentar os programas ligados à vida animal, a paixão de Lola Melnick por eles já era seu ponto fraco. Ainda criança, deixou de comer carne e se tornou vegetariana depois de ver o sofrimento das vacas seguindo para o matadouro.
Paralelamente ao trabalho, ela segue com projetos contra maus-tratos e, inclusive, adoção. “Faço aqui no Brasil a mesma coisa que fiz em todos os países, recolho todos os animais abandonados que posso e colaboro com várias ONGs”. Ela ainda mantém mais de 50 cachorros no Chile, dois em São Paulo, junto com três gatinhos.

Ela ama música

Já era de se esperar que se a dança a escolheu, assim seria com a música. Ouvir um sonzinho antes de qualquer apresentação faz parte de um ritual da dançarina. “É o que me move. Não funciono sem música. Levo meus CDs aonde quer que eu vá,
shows, entrevistas, sessão de fotos, meus camarins acabam sendo uma festa, todo mundo se diverte”. Lola é fã de jazz, swing e música clássica, mas diz que curte de tudo, até hip hop.

Ela ama os fãs

É por conta de toda essa simpatia – e beleza! – que a bailarina conquistou tamanha quantidade de admiradores. São incontáveis fã-clubes na internet, mensagens, fotos e vídeos em homenagem a ela, que diz adorar esse carinho brasileiro. “Eu senti uma coisa especial aqui, eles são incríveis, chegam a vir de outros estados para me conhecer e faço questão de retribuir”.
Lola sabe que é um exemplo para todos esses adolescentes e que isso também é um grande compromisso. “Minha relação com eles é muito próxima, converso pelo twitter, e-mail e até telefone. Me sinto uma mãezona mesmo, exijo dedicação aos estudos e notas boas. Sempre digo, apesar de aprontar muito quando criança, estudar era sagrado e é por isso que estou aqui hoje”.

Tags:

Comentários

REVISTA ESTILO FASHION

Edição 27

A Estilo Fashion é publicada semestral e contém assuntos váriados como moda, gastronomia, saúde, etc.

SAIBA MAIS

ANUNCIOS

  • Paleteria

    Las Chicas

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Corretora

    Atual Corretora de Seguros

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Móveis Planejados

    RW Planejados

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Auto Capas

    Auto Capas RJ Ltda

    Veja mais sobre esse anuncio