Ansiosa, eu?

Sensação de vazio no estômago, agitação, transpiração e necessidade de resolver as coisas imediatamente
são sintomas da perigosa ansiedade. Entenda como identificar e tratar esse mal

A ansiedade é um fenômeno humano de experiência emocional normal. Isso acontece diante de situações em que nos esforçamos para atingir objetivos, concluir determinadas tarefas, dentro de nossos limites, e diante de acontecimentos inesperados.

O termo ansiedade significa estado de espírito transitório, que reflete a consciência desagradável iminente ou, ainda, representa o desejo. Muitas vezes nos deparamos com momentos em que parece que estaremos satisfeitos somente quando conseguir o desejado. Nesse caso, o estado de ansiedade geralmente nos impulsiona para a realização de tarefas, sendo positivo para o desenvolvimento humano.

Quando a ansiedade passa a interferir no bem-estar ou atividade do indivíduo, o conselho é procurar ajuda profissional, pois, em excesso, pode causar problemas de saúde. A pessoa passa a se sentir incomodada e lidar com dificuldades pode parecer insuportável. O indivíduo em estado de ansiedade é acompanhado por uma apreensão ao futuro, na qual antecipa os problemas e se preocupa demasiadamente em temer possíveis perigos.

As consequências

Os estados ansiosos consistem em alterações no sistema muscular e no controle nervoso do organismo, causado pela tensão que o indivíduo se encontra. Os principais sintomas são: transpiração, sensação de vazio no estômago, agitação, preocupação, angústia, necessidade de resolver as coisas imediatamente, medo intenso e insônia.

Em alguns casos, falta de ar, sensação de sufoco, dores no peito, palpitações e algumas doenças psicossomáticas, como úlcera e gastrite nervosa também estão presentes. O aumento do apetite é geralmente afetado. As pessoas comem mais por causa do alívio da angústia emocional.

Em um nível mais complexo, a ansiedade pode desenvolver doenças como transtorno de ansiedade generalizada, síndrome do pânico, transtorno do stress pós-traumático e fobia social.

Como tratar

O tratamento mais indicado é a psicoterapia e, em casos mais graves, a utilização de medicamentos.

Uma boa opção é o método Psicodrama, que possibilita ao indivíduo consciência e compreensão de si mesmo e das relações sociais. Por meio da dramatização, o indivíduo presencia uma catarse (espécie de processo de purificação mental) ao qual permite um novo olhar para uma determinada situação.

O paciente constrói várias situações da vida que possam refletir estados e papéis específicos, permitindo desenvolver as características flexíveis de sua personalidade ao se expressar, tendo em vista sua vontade. Ele resgata a espontaneidade e a criatividade frequentemente inibidas e desencorajadas pela sociedade. É na criação espontânea que se consegue o vínculo do homem com o mundo e a sua transformação.

A ansiedade pode ser tratada com a ajuda de profissionais. O objetivo do tratamento é saber lidar com as situações de uma forma saudável. Podemos aprender nos conhecendo e nos compreendendo melhor. Cuidar da saúde é um compromisso com si mesmo!

Tags:

Comentários

REVISTA ESTILO FASHION

Edição 27

A Estilo Fashion é publicada semestral e contém assuntos váriados como moda, gastronomia, saúde, etc.

SAIBA MAIS

ANUNCIOS

  • Cursos - Saúde

    Cursos Coutinho

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Escuna - Passeio

    Escuna e Pousada Banzay

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Festa e Eventos

    Doce Tortura

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Consultoria-Treinamento-Desenvolvimento de Sistemas

    Aquasoft

    Veja mais sobre esse anuncio