Agulhas calmantes

Você sabia que o estresse pode ser tratado com Acupuntura? Leia mais e saiba como a técnica pode combater o mal da modernidade

O que é Acupuntura?

É um ramo da Medicina Tradicional Chinesa (MTC). Consiste na aplicação de finíssimas agulhas em pontos específicos do corpo, como um tratamento complementar em diversas situações ligadas à saúde. E ela é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pois os resultados terapêuticos comprovaram sua eficácia. O profissional dessa área é chamado de acupunturista.

E o que é o estresse?

Podemos observar que as pessoas começam com os seguintes sintomas: ansiedade, irritabilidade, dificuldade para concentrar-se, excesso de preocupação e trabalho ou também evitar o trabalho. Em alguns casos, a pessoa pode negar que tenha problemas, mostra-se reservada e tem dificuldades em aceitar as responsabilidades do dia a dia.

No tocante ao estresse, alguns podem consumir álcool ou usar drogas, gastar em excesso, sentir-se esgotado e com dor de cabeça. Ou ainda ter insônia, apresentar mudanças no apetite e, com isso, ganhar ou perder peso, que é um dos fatores mais
frequentes.

De fato, são apenas alguns sintomas do estresse, mas também importantes sinais de alerta!

A palavra stress, ou na forma aportuguesada estresse, vem da física e significa a deformidade que determinada estrutura sofre quando submetida a certo esforço de qualquer natureza.

Hans Selye, médico e químico, foi o primeiro a transpor esse termo da física para a medicina, e com ele denominar as reações de um organismo ao ser submetido a um esforço para adaptação.

Geralmente, o estresse pode apresentar três fases

  • Reação de alarme
  • Fase de resistência
  • Fase de exaustão

Na primeira fase há um aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial. Pode ocorrer também uma contração do baço. O fígado libera açúcar e há uma redistribuição sanguínea com aumento da frequência respiratória e dilatação da pupila.

Na fase de resistência há um aumento do córtex da suprarrenal, atrofia do timo, do baço, e as estruturas linfáticas e a hipófise são estimuladas diante da permanência do agente estressor.

Já na fase de exaustão há um esgotamento por sobrecarga fisiológica e falha dos mecanismos adaptativos diante dos estímulos permanentes.

Digamos que hoje, no dia a dia, o que não falta são agentes estressantes, seja em casa ou no trabalho, problemas emocionais, de relacionamentos, pessoais, entre outros. Todo contexto pode influenciar o funcionamento do corpo, afinal, causa inúmeras emoções.

Você sabia que a população brasileira é superestressada?

Um estudo do International Management Stress Association – ISMA, realizado entre 2006 e 2007, aponta que os brasileiros estão entre os povos mais estressados do mundo. Só perdem para o Japão.

Segundo Marilda Lipp, diretora e fundadora do Centro Psicológico de Controle do Stress – CPCS, “todos sentimos estresse, porém desencadeado por diferentes fatores, seja por causa do trabalho ou por uma briga com namorado”. Excesso de preocupações e responsabilidades tornam o estresse mais evidente.

Acupuntura pode ajudar

A Acupuntura ou a MTC (Medicina Tradicional Chinesa) não separa a mente e o emocional do físico. Por isso, ansiedade, irritabilidade, preocupação, ingestão de bebida alcoólica ou uso de drogas, além de insônia, ganho ou perda de peso, ou seja, sinais de estresse, são tratados pela Acupuntura, que visa ao equilíbrio psicofísico das pessoas em primeiro lugar, antes mesmo do aparecimento de quaisquer doenças.

Após o diagnóstico energético, a técnica da Acupuntura trabalha para equilibrar as funções orgânicas e, por consequência, as emocionais. Com isto, as pessoas aprendem a controlar-se nas diversas situações tensas, que é uma das melhores formas de prevenir o estresse, pois seu organismo equilibrado dá a base de sustentação para este controle.

Além disso, as agulhas (que devem ser descartáveis) auxiliam nos exercícios de relaxamento e no estímulo a respostas saudáveis para o organismo.

Na prática clínica, a Acupuntura atua nos meridianos do fígado, coração, baço e pâncreas e, ao agir no equilíbrio dessas funções, resulta em melhora nas respectivas esferas emocionais. A pessoa, paulatinamente, aprende a controlar-se nas situações tensas, a relaxar e adotar respostas mais saudáveis naqueles momentos.

Sabemos que as pessoas estressadas acreditam que jamais regredirão o quadro, o que não é verdade. Ao trabalharmos os meridianos, principalmente o do coração, que alberga a mente, a pessoa entende o processo e fica cada vez mais relaxada a ponto de voltar à sua normalidade.

Tags:

Comentários

REVISTA ESTILO FASHION

Edição 27

A Estilo Fashion é publicada semestral e contém assuntos váriados como moda, gastronomia, saúde, etc.

SAIBA MAIS

ANUNCIOS

  • Clínica Odontológica

    Clinica Odontologica Varão Werle

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Advogado

    Aline Ribeiro Cavalcante - Advogada

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Embreagens

    Embrenort

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Salão de Beleza

    Salão Esplendorosa

    Veja mais sobre esse anuncio