10 dicas para tomar um empresa sustentável

O consultor Enio De Biasi explica como pequenas ações podem fazer uma grande diferença no futuro da empresa e do planeta

É cada vez maior a cobrança da sociedade para que as empresas sejam sustentáveis, mesmo que muitas nem saibam ao certo o que significa realmente ser uma companhia “verde”. Apesar de poucas terem profissionais dedicados exclusivamente a questões ligadas à sustentabilidade e gestão em meio ambiente, é preciso tomar medidas para, por exemplo, economizar recursos como água, energia elétrica e papel.

“Muitos pequenos e médios empresários acreditam que investir em algo sustentável em seus negócios é oneroso. Mas é justamente o contrário, já que é possível mudar a partir de detalhes que, de tão simples, muitas vezes passam despercebidos – como separar os lixos recicláveis, usar lâmpadas que gastem menos energia e fechar as torneiras durante algumas tarefas – e que podem até trazer economia, mesmo que em longo prazo”, afirma Enio De Biasi, sócio-diretor da De Biasi Auditores Independentes.

O consultor enfatiza que, “para trabalhar de modo ecologicamente correto, independentemente do tamanho da empresa, basta que cada um queira fazer sua parte. Para isso, é necessário entender como influenciar as pessoas a comprarem a ideia da sustentabilidade. E quem adota práticas sustentáveis está à frente quando surgem novas legislações relativas ao meio ambiente, como a Lei dos Resíduos Sólidos e a proibição das sacolas plásticas”.

A seguir, De Biasi sugere 10 ações que podem ajudar as empresas a adotar, de forma realista, uma postura mais verde e sustentável, sem impacto nos negócios:

  1. Criar ambientes de trabalho que viabilizem projetos com foco em sustentabilidade: é importante pensar nos impactos de cada decisão, como a escolha dos tipos de dispositivos que serão usados na empresa, o local onde os funcionários serão alocados e o desenho dos espaços de trabalho.

  2. Manter regras que controlem as emissões de carbono e, se possível, neutralizá-las: algumas organizações medem essas emissões, o que permite calcular quantas árvores devem ser plantadas para neutralizar o carbono lançado na atmosfera durante as atividades cotidianas de sua empresa.

  3. Adotar políticas de gerenciamento de energia: além de desenvolver sistemas de monitoramento, é interessante criar data centers eficientes, desligar equipamentos eletrônicos (computadores, impressoras, estabilizadores etc.) ao deixar o posto de trabalho e trocar as lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes, entre outras questões.

  4. Substituir as sacolas tradicionais, caso sejam utilizadas pela empresa, pelas versões biodegradáveis, que se deterioram em pouco tempo, sem agredir o meio ambiente. Caso seu negócio crie lixo tóxico, o ideal é contatar as empresas responsáveis pela coleta para saber como deve ser o descarte correto. Isso vale também ao eliminar pilhas, baterias, computadores e lâmpadas fluorescentes.

  5. Procurar saber, ao contratar um fornecedor, quais são os métodos usados pela empresa dele como, por exemplo, se ela utiliza meios legais para vender seus produtos e se cumpre as legislações ambiental e trabalhista.

  6. Tornar seus cartões de visita “verdes”: uma boa forma de deixá-los mais eco-friendly é trocar os papéis comuns das impressões pelos reciclados e utilizar tintas à base de soja, entre outras novidades. Isso, além de ajudar o meio ambiente, melhora a imagem da empresa.

  7. Instalar um software para economizar na impressão e eliminar as máquinas de fax: uma importante parte dos custos das companhias é oriunda das impressoras. Isso porque a impressão – muitas vezes desnecessária – de documentos, e-mails e páginas da internet consome muito papel e tinta. Para resolver o problema, é só usar um software de gerenciamento de impressões, que pode ser baixado gratuitamente na internet.

  8. Melhorar a sala de descanso: para evitar desperdícios de materiais como papéis, copos e talheres plásticos, é preciso convencer os funcionários a utilizar canecas reutilizáveis para beber água e café. Outra sugestão é dispensar máquinas de café, lanches e afins, que gastam muita energia e deixam resíduos plásticos, e disponibilizar uma cesta de lanches saudáveis e um refrigerador para gelar bebidas e alimentos.

  9. Aprimorar seus equipamentos de escritório, em vez de trocá-los: tentar usá-los pelo maior tempo possível é uma das melhores maneiras de economizar dinheiro e reduzir o volume de lixo. Isso não significa sacrificar um bom desempenho, mas tentar fazer upgrades nas máquinas quando der, antes de jogá-las fora e comprar novas.

  10. Pensar verde ao trocar móveis ou materiais do escritório: quando for necessário realizar substituições, tentar fazê-las de modo sustentável, dando preferência a peças e utensílios compostos por material reciclado ou madeiras certificadas.

  11. Tags:

Comentários

REVISTA ESTILO FASHION

Edição 27

A Estilo Fashion é publicada semestral e contém assuntos váriados como moda, gastronomia, saúde, etc.

SAIBA MAIS

ANUNCIOS

  • Dedetizadora - Desentupidora

    Otaner Manutenção

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Autoescola

    Auto Moto Escola Califórnia

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Trajes á Rigor-Aluguel-Vendas

    Judy Noivas

    Veja mais sobre esse anuncio

  • Restaurante

    Frigideira e Cia

    Veja mais sobre esse anuncio